Skip to content

Rosa Clará | Coleção 2015 ♥

28/11/2014

Sou tão apaixonada por casamentos (do tipo que tem cinco agendas da noiva na gaveta), que desde os meus 13 anos decidi que só casaria com um Rosa Clará. E por incrível que pareça, hoje aos 20, ainda não mudei de ideia. E é por coleções assim que provavelmente não mudarei nunca:

2015_SAMARA_ROSA_CLARA_3

2015_SALMA_ROSA_CLARA_2

2015_SALVA_ROSA_CLARA_1

2015_SAMBA_ROSA_CLARA_1

2015_SANTAFE_ROSA_CLARA_2

2015_SANDRINE_ROSA_CLARA_1

2015_SEGOVIA_ROSA_CLARA_2

2015_SENORIAL_ROSA_CLARA_1

2015_SERENATA_ROSA_CLARA_2

2015_SHEILA_ROSA_CLARA_2

2015_SIAM_ROSA_CLARA_1

Float In SPA | Experiência de Flutuação

26/11/2014

DiarioViagemLisboaDaniSchwanke01Experimentar a ausência da gravidade e se isolar completamente do mundo – quem nunca desejou isso? Pois essa é a proposta da clínica Float In, um SPA que visitei em Lisboa recentemente. A ideia, durante uma sessão de flutuação, é bloquear os cinco sentidos entrando em um tanque que simula a densidade do mar morto (com cerca de 300 quilos de sal). Todos os estímulos externos, como a luz, o som, o toque, a temperatura e até a força da gravidade são reduzidos para proporcionar um profundo estado de relaxamento. Observação importante: uma sessão de 60 minutos equivale a cerca de 6 horas de sono!

Para entender melhor, essa técnica foi desenvolvida na década de 50 (pelo neuropsiquiatra americano Dr. John Lilly) em um estudo de privação sensorial no National Institute of Mental Health. Embora seu objetivo fosse isolar ao máximo o cérebro humano dos estímulos exteriores, ele rapidamente percebeu que os flutuários causavam uma imensa sensação de relaxamento. Com o tempo a técnica foi se aperfeiçoando e hoje cerca de 30 países possuem centros de flutuação – alguns, como a Suécia, já apresentam os tanques até em aeroportos! Para alguém como eu, que não desliga nunca, foi uma experiência surpreendente. Confiram algumas fotos abaixo:

Spa-Float-In-Flutuario-Lisboa-Portugal-Blog-Dani-Schwanke-001Assim que cheguei fui recebida com um chá de boas vindas e recebi todas as orientações para minha primeira sessão. Poderia escolher entre o tanque fechado ou o aberto – obviamente escolhi o aberto, já que sofro de certa claustrofobia. Na sala, onde você fica completamente isolada do mundo, só há você e o tanque. O aconselhável, para maximizar os efeitos da flutuação, é flutuar em silêncio absoluto e na mais profunda escuridão. Porém, existem dois botões onde você pode ligar ou desligar a iluminação e o som ambiente – também, obviamente, deixei tudo ligado ;-)

No começo a sensação é estranha, mas logo você se desconecta completamente do momento presente. A sensação de relaxamento é tão grande que logo se perde a noção de tempo e espaço – até mesmo do próprio corpo e mente. Resultado: os 60 minutos ali dentro passam em um piscar de olhos. Para avisar que o tempo acabou (e que, infelizmente, você terá que voltar a realidade), uma luz pisca suavemente.

Logo após fui levada novamente para a sala de relaxamento, onde me apresentaram um menu com diversas opções de chá – a ideia é você ficar um tempo por lá relaxando antes de voltar ao caos do lado de fora. Como fiz um pacote completo, combinamos a sessão de flutuação com uma massagem relaxante. Escolhi o aroma que gostaria e logo fui até a sala começar a próxima sessão. Vale ressaltar: melhor massagem que já fiz na vida!

Spa-Float-In-Flutuario-Lisboa-Portugal-Blog-Dani-Schwanke-002Resultado: sai de lá feliz da vida e completamente renovada (parecia realmente que havia acabado de acordar). Recomendo muito! Para quem se interessou no assunto, encontrei um site bem bacana que explica toda a história dessa técnica (aqui), e para conhecer os inúmeros benefícios que ela dá, também vale acessar esse outro (aqui).

Abaixo segue um vídeo que encontrei sobre um documentário feito a respeito disso:

Gostaram? Não deixem de seguir a fan page deles também ♥

J.LISBON: Novo conceito de loja online

18/11/2014

JLISBON00

Um dos mais fascinantes desafios do varejo online é entender o comportamento do consumidor e as sensações que ele tem quando está comprando. E não há forma mais eficiente do que a inovação. É mais ou menos como diz uma frase de Steve Jobs que li recentemente em sua biografia: “Não adianta querer fazer melhor do que o seu concorrente já faz. Você precisa fazer diferente”.

E obviamente para entendermos melhor a evolução do negócio online, e com isso proporcionar uma melhor experiência de compra, é preciso manter-se à frente num meio cada vez mais dinâmico, inspirar tendências e ter uma percepção inovadora. Afinal, o consumidor não quer apenas ver o que está comprando – ele quer tocar, cheirar, provar.

E a forma atual (que vem crescendo aos poucos), é tornar essa experiência de compra online um pouco mais “real” – gerando conteúdos para demonstrar a usabilidade das peças, humanizar e ambientalizar os produtos, criando uma importância maior na montagem de um ambiente diferenciado para envolver emocionalmente o consumidor (e com isso converter e alavancar as vendas).

JLISBON0E é dessa forma (e acredito que com esse pensamento) que surgiu a loja online de roupas masculinas J.Lisbon (com vendas para o Brasil!). Todas as peças que encontramos por lá são fotografadas em um contexto real, com “modelos” que na realidade são pessoas comuns, acompanhadas da descrição pessoal de cada produto. É mais ou menos como se você entrasse em um site de street style e pudesse ali mesmo comprar as peças que mais lhe agradou.

Separei acima as minhas peças favoritas (ou melhor, a composição delas), mas quem quiser conferir mais, basta acessar o site clicando aqui. Perfil no Instagram @j.lisbon e página no Facebook (aqui), também vale ;-)

JLISBON002

Gostaram?

Livro: Todas as cartas de amor

13/11/2014

1Não conhecia o Paulo José Miranda e muito menos a existência desse livro. Acabei comprando depois de encontrar ele na vitrine de praticamente todas as livrarias que entrei durante a viagem – obviamente que o fator capa contou muito, já que sou dessas que compra o livro pela capa. Mas confesso que me surpreendi bastante. As cartas de amor contidas nele (70 ao total) são daquelas que toda mulher gostaria de guardar ao lado da cama para ler antes de dormir ♥

Mesmo não sendo minha, uma delas ganhou meu coração. Não poderia deixar de publicá-la aqui:

“Meu amor,

São raras as vezes que no curso de uma vida é concedido a um homem apreciar tanto uma mulher quanto eu te aprecio, mas mais raro ainda é a vida conceder-lhe a realização dessa apreciação. Muito mais raro ainda, nos dias de hoje, é um homem continuamente apreciar uma mesma mulher ao longo de inúmeros anos, ter nessa mulher a ideia de beleza ou, melhor, essa mulher representar ou despertar nesse homem a ideia de beleza (e dentro de pouco mais de um mês perfaz nove anos, apenas um ano a menos do que o tempo que Ulisses levou a chegar a casa). Assim se passa comigo, assim se tem passado comigo em relação a ti. Sempre e de cada vez que te olho, sinto a perplexidade da beleza, isto é, a violência intangível da manifestação da beleza no coração humano. Por mais que te toque, sei que nunca te toco; a beleza de que participo ao tocar-te não passa nunca para mim, nem acalma a minha dor de desconhecido que a tua beleza desperta. Resta-me, e não é pouco, a consciência de que estou próximo do que os gregos denominavam divino: um poder distante e contínuo sobre a condição humana. Pois, meu amor, és tantas vezes para mim o que uma deusa foi para eles: adorada e responsável pelas minhas paixões. Quando olho a tua pele, com a cor do espanto (responsável pelo filosofar, segundo Platão), quando olho a tua boca, com a forma do desejo, e os teus olhos de leito que se fecham comigo a pesar-te em cima, quando olho a tua figura elegante e ligeiramente melancólica como o início do Outono, da ideia do Outono, quando os teus vestidos permitem que me deleite e me perca na perfeição das tuas pernas, quando as tuas pernas ao moverem-se sublinham a luxúria das tuas nádegas e das tuas ancas sob os tecidos, quando, enfim, te vejo chegar, sei que não me pertenço. E com um só beijo fazes-me dizer tudo o que querias saber, tudo o que eu queria esconder. Com um só beijo teu, a língua fundo na minha boca e os teus lábios à temperatura de uma aguardante vínica junto ao fogo, sucumbo ao teu domínio como Dario sucumbiu à força de Alexandre. Mas agora sou teu escravo apenas neste tempo de distância, neste tempo em que a tua imagem é um cadáver dentro de mim e não a vida ao alcance de uma das minhas mãos, ao alcance dos meus dois lábios.

O teu”

Por dentro do Four Seasons Ritz Lisboa

12/11/2014

DiarioViagemLisboaDaniSchwanke01Quem me acompanha pelo Instagram (@danielaschwanke) já deve ter visto que fui visitar o Four Seasons em Lisboa, certo? Assim como fiz ano passado em Buenos Aires, eu e minha amiga passamos uma manhã toda conhecendo o hotel, seguido de um almoço no restaurante Varanda. Nosso tour foi feito pelo RP de lá, o querido Vasco Leitão, que nos deu dicas ótimas do que fazer pela cidade ;-)

Para quem não sabe, o Four Seasons Ritz é um dos mais emblemáticos hotéis de Lisboa (integrando, pelo quinto ano consecutivo, a lista anual da revista Condé Nast Traveler, que indica os melhores hotéis do mundo). Ele foi inaugurado na década de 50 e é obra emblemática do arquiteto Pardal Monteiro.

Além da vista deslumbrante (que dá diretamente para o Parque Eduardo VII), o hotel é todo mobiliado com réplicas do século XVIII e peças de arte contemporânea portuguesa. O hotel oferece também um ballroom maravilhoso com luz natural, tapeçarias, murais e esculturas dos maiores artistas nacionais. Dá até vontade de morar lá dentro de tão lindo que é ;-) Olhem só as fotos:

FourSeasonsDaniBlog-001

FourSeasonsDaniBlog-002Depois do tour seguimos para o restaurante Varanda – que tem capacidade para 80 pessoas e é bem conhecido no mundo dos negócios (segundo o Vasco, todos os dias o restaurante vira ponto de encontro para reuniões de trabalho). A comida é toda preparada pelo chef francês Pascal Meynard, que prepara suas especialidades tanto no serviço a la carte, quanto no buffet.

Ps: vale ressaltar que o sommelier de lá, o português Licínio Pedro Carnaz, foi eleito pela revista Wine o “Sommelier do ano de 2013“. Com certeza o vinho que tomei lá foi um dos melhores que já provei ;-)

FourSeasonsDaniBlog-003No canal deles do Youtube tem um vídeo bem bacana que mostra como funciona a cozinha do restaurante e a elaboração dos pratos. Vale o clique:

Para mais infos, vale acessar a fan page do Four Seasons Ritz no facebook.

Vídeo: O que você mudaria no seu corpo?

11/11/2014

Criado pelo Jubilee Project, um projeto super bacana voltado a inspirar mudanças nas pessoas, o vídeo abaixo reúne adultos e crianças para responderem a uma única pergunta: “Se você pudesse mudar alguma coisa no seu corpo, o que seria?”. As respostas dos pequenos são as melhores! Vale o clique ;-)

Diário de Viagem: Alugando apartamento

11/11/2014

DiarioViagemLisboaDaniSchwanke01Antes mesmo de comprar as passagens aéreas, eu e minha amiga já tínhamos definido que não ficaríamos hospedadas em hotel. 1) seriam duas semanas. 2) qualquer hotel hoje em dia custa os olhos (as orelhas) e tudo mais o que houver na cara. E 3) a gente ama brincar de casinha, principalmente sendo em outro país. Por isso, a opção mais natural foi alugar um apartamento.

Como já tinha ouvido falar (e muito!) sobre o Airbnb, resolvemos testar a tal “rede social”. Lá você consegue alugar desde um quarto individual até um castelo (já me apaixonei por vários, obviamente). O bacana é que o site se encarrega de checar a documentação de quem vai ser anfitrião, e os hóspedes se encarregam de elogiar ou criticar os lugares. Ou seja, quando você busca um lugar com o perfil que deseja, vai ver a opinião de quem já esteve lá. Dá só uma olhada no nosso “eleito”:

Airbnb-Experiencia-Lisboa-Bairro-Alto-Dani-Schwanke-Blog-001Outra questão que muita gente me perguntou é sobre a segurança do site. Funciona da seguinte maneira: você realiza o pagamento antes de ir (pelo Paypal), mas o anfitrião só recebe no 2º dia que você já está lá. Portanto, se você tiver qualquer tipo de problema pode recorrer antes que ele receba. Experiência própria: eu achei mega confiável e já tinha ouvido dezenas de relatos de gente que alugou por lá – por isso não tive receio nenhum antes de “finalizar” a compra ;-)

Sobre o apartamento: ele é exatamente igual ao anúncio, tem uma localização ótima e um pôr do sol maravilhoso (principalmente se visto da janela do “meu” quarto). Na última semana já estávamos tão “em casa”, que nem queríamos mais ir embora. Super recomendo a experiência! Abaixo algumas fotos do meu celular:

Airbnb-Experiencia-Lisboa-Bairro-Alto-Dani-Schwanke-Blog-002

Para quem quiser mais infos, o link do apartamento acima é esse aqui!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 116 outros seguidores