Pular para o conteúdo

Tendências Verão 2015 por Daniela Falcão

17/04/2014

Um minuto de conversa com a toda poderosa Daniela Falcão, editora chefe da revista Vogue Brasil, é o suficiente pra se apaixonar. Seja pelo seu trabalho maravilhoso, no qual ela desenvolve (melhor do que ninguém) com maestria, seja pela sua humildade de dar inveja a qualquer um.

E olha, não é fácil encontrar uma pessoa como ela nesse mundo da moda - onde um quer aparecer mais que o outro. Mais difícil ainda é encontrar alguém assim, que ocupa um dos cargos mais importantes, numa das revistas mais importantes do mundo. Pra ela, esse tal do pedestal, que a maioria das editoras de redação se colocam, não existe. Quem comanda a revista, quem a escreve e quem a consome andam na mesma linha, falam a mesma língua. E graças a Deus que isso acontece.

Falei um pouco com a Dani e trouxe para o blog as apostas para o verão 2015 – todas vistas nas passarelas do SPFW. Os destaques principais, segundo ela, ficaram nos desfiles da Lolitta (onde o verde pistache apareceu em grande parte da coleção), no do mestre Alexandre Herchovitch, que desfilou puro romantismo, no futurismo da Tufi Duek e no denim da Colcci, com a linda Gisele Bündchen.

Quem não viu, pode conferir tudo abaixo:

Trend-Report-Balanço-Geral-SPFW-Daniela-Falcão-Dicas-Tendências-Verão-2015-Dani-Schwanke-002

Qual o desfile favorito de vocês?

O que ela quer…

16/04/2014

f2576a510a887bcd42700e7604ac2beb

Ela sempre desprezou as coisas mornas, as coisas que não provocam ódio nem paixão. Coisas que não a excitam, não a fazem perder a cabeça. Aquelas velhas coisas que definimos como mais ou menos. Um livro mais ou menos, um filme mais ou menos. Um amor mais ou menos. Grande perda de tempo. Ela quer viver de forma perturbadora. Não quer uma vida normal. Ela quer estremecer, suar, desatinar, amar. Amar loucamente. Ela quer flores em horas inesperadas, ela quer cartas escritas à mão. Ela quer um beijo roubado, uma mão estendida. Quer ser buscada em casa, se sentir protegida. Quer um abraço sincero e um colo quentinho. Quer menos palavras, mais atitudes. Mais carinho e mais sacanagem. Ela quer tudo. Só não quer um “para sempre” que não dure.

Meus favoritos: Bridal Fashion Week 2015

16/04/2014

Bridal-Fashion-Week-2015

Quem é apaixonada por vestidos de noiva (como eu), deve ter conferido tudo sobre a Bridal Fashion Week, semana de moda dedicada exclusivamente às noivas, que ocorre todo o ano em Nova York. Acertei? Ao contrário de algumas edições anteriores, em que os vestidos coloridos reinaram (ainda torço o nariz pra isso), nessa temporada o tradicional branco predominou. Finally!

Todas as coleções foram clássicas e extremamente românticas – sem nada boring, ok? Separei abaixo alguns vestidos lindíssimos dos meus desfiles favoritos: Oscar de la Renta, Carolina Herrera, Monique Lhuillier, Reem Acra e, obviamente, Marchesa. Marquei com um coraçãozinho meu top 5!

Bridal-Fashion-Week-2015-Marchesa-Reem-Acra-Oscar-de-la-Renta-Dani-Schwanke-001

Qual o favorito de vocês?

São Paulo & Rio: Street Style

14/04/2014

SPFW-Fashion-Rio-What-They-Wore-São-Paulo-Rio-de-Janeiro-001

Lá se foram as duas semanas mais fashionistas do ano – e mais cansativas também! Mais tarde vou fazer um apanhado dos melhores desfiles, tanto do Rio quanto de São Paulo, e falar um pouco das principais tendências para o Verão 2015. Por enquanto separei as produções que mais gostei desfiladas pela Marina da Glória e pelo Parque Cândido Portinari. No Rio, como sempre, as produções foram mais descontraídas e ultra coloridas. Já em SP a chiqueria predominou.

E vocês? São Team Rio ou SP?

Trend Inverno 2014: Ladylike

12/04/2014

Se tem uma tendência que apareceu em praticamente t-o-d-o-s os desfiles do São Paulo Fashion Week, definitivamente foi o LadylikeImaginem a minha felicidade, né? Sou super adepta desse estilo, extremamente feminino e romântico, além de achar a cara da próxima estação.

Dessa vez ele veio com uma pegada um pouco mais sexy, com muita renda, transparência e fendas. Pensando nisso, a Shop2gether montou um especial chamado “Lady Fatale“, com várias peças incríveis que estão a venda no site. Recomendo muito todos os sutiãs rendados na Loungerie – tem um acabamento perfeito e veste muito bem! Take a look:

Lady-Like-Fatale-Dani-Schwanke-Tendencia-Inverno-2014

Mais infos, aqui!

Dove e o seu “adesivo da beleza”

11/04/2014

Dove__2_heavyartillery_com

Que as propagandas da Dove são sempre super inspiradoras, isso todo mundo sabe. Até porque, quem não se lembra do vídeo “Retratos da Real Beleza“, lançado no ano passado pela agência Ogilvy Brasil, e que se tornou o vídeo publicitário mais visto na história da internet? Quem assistiu e se encantou, provavelmente não imaginava que alguma outra ideia pudesse ser superada, mas… Nessa quarta-feira, dia 9, mais uma campanha lindíssima para tratar da baixa autoestima feminina foi lançada. O resultado? 1,6 milhão de visualizações em apenas 24 horas! Ficou curiosa? Dá uma olhada que ideia incrível:

Como no experimento anterior, algumas mulheres foram convidadas para participar de um projeto. A doutora Ann Kearney-Cooke, psicóloga americana, convidou sete mulheres para testar, por duas semanas, um “produto revolucionário“, o adesivo da beleza – desenvolvido para melhorar a forma como as mulheres percebem a própria beleza. Todos os dias elas tinham que gravar um depoimento para dizer como o adesivo estava mudando suas vidas. E todas, sem exceção, relataram que o uso do produto ajudou a melhorar a autoestima e que passaram a se sentir mais dispostas e felizes consigo mesmas.

Segundo a psicóloga, “essas mulheres, como tantas outras, lutam para reconhecer sua própria beleza. Esse experimento inovador foi projetado para ilustrar que a beleza é um estado de espírito e que o poder de se sentir bonita vem de dentro.” O final é surpreendente e vale a pena ser visto!

Agora surge a pergunta: por que nós, mulheres, somos tão inseguras com nossa própria aparência?

Existe amor em São Paulo?

10/04/2014

amor

Sempre acreditei em namoros a distância – até porque, felizmente ou infelizmente, vivo um. Desde 2009, pra ser mais exata, mantenho uma relação estável com a cidade de São Paulo. E de verdade, a distância sempre nos fez bem. Ficávamos longos meses sem nos ver e, quando sentia vontade, arrumava minhas malas e lá ia eu, saciar minha sede. Se eram um ou dois dias, tanto fazia – eram intensos, sinceros, e me davam aquela sensação gostosa de inquietação e adrenalina. Coisas que só começo de namoro pode nos trazer…

Nos amávamos por um bom tempo e depois, cada um pro seu canto, vivendo vidas completamente diferentes. Nunca pensamos em estreitar relações (Actually, yes. Mas as mulheres precisam ser difíceis, certo?) Depois de um tempo, por acaso do destino ou seja lá o que for,  surgiu a oportunidade de morarmos juntos. Decisão difícil, eu sei. Mas, pra quem nunca sabe o que quer, essa me parecia a melhor decisão da minha vida.

Porém (sempre existe um porém), depois de algumas semanas, percebi que nossa relação estava ficando séria demais. E como em todo relacionamento que avança assim tão rapidamente, comecei a enxergar defeitos que antes não me deixava notar. Ou, mais provável, fingia que não via. O amor é cego, certo?

A diferença gritante das classes sociais, as manifestação violentas de rua, o trânsito caótico, o metro lotado, a grávida se drogando na calçada… A relação foi esfriando. Houveram brigas, discussões, choro e até ameaça de término. Até resolvemos “dar um tempo” – mas isso durou só umas 24 horas. Algumas semanas longe já fizeram nossa relação voltar ao normal e, como sempre, cedi ao amor. Dessa vez, temporariamente. Como nosso relacionamento deve ser.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 114 outros seguidores