Skip to content

Sobre amor incondicional e outras coisas

12/05/2013

'001photo

Amor incondicional. O que é? O que é? Tão divino que nem o próprio ser humano é capaz de compreender. Quatro palavras: Compaixão, perdão, tolerância, desapego. É dar valor ao que realmente tem valor, é não ficar preso a palavras, gestos, fatos, situações; é relevar com compaixão as mágoas, as injustiças, as decepções vividas. E acima de tudo, é compreender que tudo isso é muito pequeno comparado a grandeza do amor.

Lembrou de alguém? Eu sim. Minha mãe. Aquele anjo sem asas que está do meu lado todos os dias da minha vida (e além da vida). Aquela pessoa que me ensinou a dar os primeiros passos, a falar as primeiras palavras, e claro, a descobrir o que significa essa palavrinha chamada amor. E vamos combinar, nada mais justo do que um dia só delas, certo?

Não me lembro de uma única vez que minha mãe não estivesse presente. Por isso, quero pedir a vocês que neste dia mais do que especial, curtam sua mãe. Seja dando um belo abraço ou se reconfortando em memórias. Porque elas estão conosco todos os dias, todas as horas e todos os momentos. Seja fisicamente ou espiritualmente, elas estão lá. Como os anjos que são. E sempre vão ser.

'002photo

Agora minha pequena e simples homenagem:

“Querida Mamãe,

Sem mecher em uma vírgula do ser que atua dentro de você, da alma que te rejuvence a cada dia, continue como és, sem alterar ou mudar nem um lampejo do que você faz, do que você é. Me encarrego de dizer que você é uma das pessoas mais impotantes da minha vida por justamente ser como é. A cada sol que nasce e a cada lua que se esconde, nós encontramos a fórmula que dá continuidade a força de ser duas pessoas em um só ser, o ser que guia tudo o que há de justo no universo, o ser do amor, o ser que tolera toda e qualquer coisa.

Confio, respeito, admiro, me inspiro e te quero pra sempre comigo. Minha mãe, minha amiga, meu porto seguro, tudo pra mim… Te amo além do sol, além das estrelas, além do infinito! All my loving to you…”

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 15/05/2013 7:19 AM

    Mãe: palavra única para todos. Uma pessoa estranhamente reconhecível. Simplesmente mãe. A mulher que teve de enfrentar muitas vezes o frio para que seu filho estivesse aquecido. A mulher que olhou por você, que orou quando você precisava da cura. Por mim, por nós. Eu não poderia deixar de usar o sentimento para apresentá-la, já que a própria quem me ensinou o que é e como sentir. Sentimental. Sou um ser que muito agradece por ter tido quem me carregasse em seu interior e quem me alimentasse com o líquido da vida: mãe! Faltam-me palavras para descrevê-la, já que o sentimento toma-me por completo somente em pensar nela. A minha vida… dom! Ela que sempre olhou-me como divino e eu que nunca me esforcei para divinizá-la. Mas aos poucos percebe-se que assim deve ser: deusa! O amor que sinto é por ela e graças a ela. Sei que mesmo quando a ida fizer-se necessária, dentro de você eu nunca deixarei de respirar. Mesmo que não haja o amanhã para você, em mim sempre haverá! Todos os dias. E será assim até o sol apagar-se sobre nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: