Skip to content

O legado de Roberto Civita – 1936/2013

28/05/2013

RobertoCivita

“Editar é transformar o importante em interessante.” – Roberto Civita (1936-2013)

Na noite de ontem, uma das pessoas mais importantes na história do jornalismo brasileiro se foi. O mínimo que eu poderia fazer é uma pequena, mas sincera homenagem a Roberto Civita -Diretor Editorial e presidente do Conselho de Administração do Grupo Abril. Civita foi o principal responsável por trazer os padrões jornalísticos norte-americanos para o Brasil, convencendo o país a criar revistas informativas – foi ele o criador das famosas “Veja” e “Exame”.

Nascido em Milão, na Itália, ele morou por anos em Nova York, nos Estados Unidos. Estudou Física Nuclear, formou-se em Jornalismo e em economia, e fez pós-graduação em Sociologia. Pouca coisa, não? Quando ele veio ao Brasil, assumiu o Grupo Abril, nos anos 90, após a morte do pai, Victor Civita. E uma das frases que ele mais repetia pelos corredores da Abril, era que “não há ninguém mais importante que o leitor, e a revista é feita exclusivamente para ele”.

Para todos que amam jornalismo e principalmente amam revista, sabem o quão importante ele foi, e o legado que está deixando para trás. Sempre sonhei em um dia participar do famoso Curso de Jornalismo da Abril, e ser recebida por ele. Ver as fotos sempre me deixou muito inspirada, e hoje me deixam ainda mais. Quero um dia fazer parte do Grupo Abril, e poder (de alguma forma) trabalhar em prol do jornalismo de revista no Brasil. Não custa nada sonhar, né?

Roberto Civita 01

“Ele tinha o jornalismo em sua alma, assim como o maior orgulho de ter fundado a Veja e lutado pela democracia da liberdade de imprensa no Brasil”. Eduardo Eugênio Gouvea Vieira, Presidente da Firjan.

“Uma perda, tanto para o mundo empresarial quanto para o jornalístico. Roberto Civita era um homem que defendia a liberdade de expressão e imprensa como ninguém e fará muita falta”. Andrea Matarazzo, político brasileiro.

“Ele foi a mais sofisticada combinação de editor e empresário que o Brasil já teve. Sua morte é uma perda para todos, principalmente para o jornalismo brasileiro”. Luis Frias, presidente do Grupo Folha.

“Seus ideais de liberdade de expressão e democracia devem, certamente, inspirar ainda muitas gerações. Roberto também era um destemido defensor da livre iniciativa e sempre foi um grande otimista em relação ao futuro do país”. Fábio Barbosa, presidente-executivo da Abril.

Milão, 1936 – Brasil, 2013

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 28/05/2013 2:43 PM

    post super bacana!

    os acessórios mais desejados estão aqui:

    http://WWW.PRESENCEACESSORIOS.COM.BR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: